le

A parte má, a parte boa e a parte cómica!

por 7 de Fevereiro de 2019À saída do estádio, Os textos do Damas0 Comentários

Houve um dia em que se pensou que ao quinto treinador da temporada o problema ficaria (parcialmente) resolvido. Keizer chegou, viu, venceu e depois ficou igual aos demais. Aquela pessoa que queríamos tanto que mudasse isto deixou que “isto” a mudasse a ela e desde o recuo dos extremos à preocupação de fazer substituições apenas locais sendo que, por vezes, a 2 minutos do fim levou a que ganhasse um boné com patrocínio, tal como José Mota fazia no Paços.

A parte má!

Tem-me custado pregar olho desde o último jogo para o campeonato. Posso orgulhar-me de ter visto uma arbitragem exímia mas entristece-me o facto de a nossa exibição não ter tido um resultado catastrófico por se ter conjugado à sorte de ter sido apenas mais uma derrota. Enchem-me os ouvidos de que, tal como na NBA, com jogos de 3 em 3 dias, apenas existe repouso e preparação da próxima partida. A pré-época faz-se no início, esse que tivemos… esse que não tivemos. Quantos jogadores no onze inicial destes 2 dérbis faziam parte da primeira equipa oficial? Só é possível manter um nível competitivo nesta fase da época com uma identidade de jogo desde o embrião.

A parte boa!

Embora que não o tenha achado escolha moderada para capitão após o divórcio/casamento no ano passado, começo cada vez mais a pensar que, mais do que uma pessoa leal, é necessário um jogador que traga a raça, o querer, o suor em campo e os golos espetaculares com a verde e branca ao peito. Bruno Fernandes e aquele livre merecem um documentário pois que todo o ser lampião mostre o jogo de ontem ao mundo! As pessoas apenas vão querer compartilhar aquela magia aos 82 minutos.

A parte cómica!

Comité de Disciplina! Ristovski acaba por ser despenalizado do segundo jogo de suspensão e a comunicação feita menos de uma hora antes do início desse mesmo jogo. Qual o benefício? O Sporting preparar a partida e incluí-lo na ficha de jogo para o usar à rebelia?

Então e o João Félix? "Vai-te foder" para um árbitro, mesmo que não soe ao macedónio, não dá direito a uma fivela nas costas? Não, porque metade do país, ainda que saiba que o som não se propaga no espaço, pensa que se uma Cristina Ferreira lhe saltasse para cima faria um qualquer morador fechar a janela de casa para não ouvir os gemidos, mesmo morando na Lua.

Há que apanhar os cacos! Uma eliminatória em aberto face ao golo fora e desvantagem de apenas um tento. Há que melhorar! Percebe-se que o tendão de aquiles passa individualmente pela defesa, as transições de ataque são previsíveis e as linhas de passe no meio campo são invisíveis. Há que acreditar! Queres torcer por um clube que foi campeão? Vai para o Porto. Queres torcer por um clube onde joga o filho da Madonna? Vai para o Benfica. Se torces pelo Sporting Clube de Portugal acreditas no melhor clube, assistes ao melhor clube e também contribuis para que a instituição possa crescer ainda mais.