se-o-que-tens-a-dizer-nao-e-mais-belo-que-o-silencio-entao-cala-te

Ruí(do) de fundo!

por 2 de Outubro de 2015À saída do estádio, Os textos do Damas0 Comentários

Mais uma vez teve de ser pelo rádio. Na impossibilidade de ver o meu grande amor na TV, a intensidade do relato encheu os meus nervos para deduzir qual seria a reacção verde e branca ao desgostoso desaire na primeira jornada da Liga Europa. Já muito depois de saber o amargo sabor do empate na Turquia chego a casa e ataco toda a informação necessária para uma análise mais profunda. TV, blogs, redes sociais! Esta última tem uma vertente menos selectiva pois pelo meio ainda passo por selfies, indirectas, actualizações de foto de perfil, etc.

Falando em indirectas, o Facebook coscuvilhou um amigo que fez gosto numa publicação de um certo vice-qualquer-lampião e deu-me a conhecer uma pérola que me fez pensar em “Lá vamos nós outra vez”. RGS (as known as Rui qualquer coisa) fala em incompatibilidade Europeia, não do clube que tem, mas do treinador que já não tem, escolhendo o dia da competição, 01 de Outubro, em vez de ser directo a falar de equipas, deixando a jeito qualquer justificação que possa vir a precisar em caso de lhe ser atribuído novamente um estereótipo do tipo “comadre dos coxixos”.

Caro Rui:
QUE ALÍVIO…
Durante vários anos julguei que os clubes pagavam multas por mau comportamento dos adeptos devido a incompatibilidades de não poder mandar tochas e petardos de portugueses directamente a pessoas nas bancadas.
Do meu país!
Percebi, agora, que se trata, mesmo, de uma incompatibilidade absoluta, não do meu país, mas… daquele clube.
Que alívio!
Por a incompatibilidade não ser nossa e… por o clube nunca ter sido o meu!!!

Não sendo a primeira vez, tratou-se agora de uma criança, entre adeptos. O nível deste acto é tão baixo como o que te sai da boca quando te vejo a ser atropelado em direto na televisão a uma segunda-feira à noite. Que tenha mão pesada aquela entidade que colocas como foto ao teu comentário e que fechem as portas da tua barraca para que tenhas menos ruído para pensar no que falar a seguir sobre o treinador dos outros. Pareces aquelas pessoas que levaram com um valente par de cornos e passam a vida a falar dos culpados para protegerem a fraca atitude.

Nisto, era só mesmo para completar que embora o Teo tivesse perdoado por 3 vezes a equipa contrária, o Gelson tivesse tido um rendimento (apenas) razoável e o Ruiz mostrasse uma outra eficácia numa posição mais matadora do terreno, acredito no 80 desta equipa em vez de recear o 8 do ditado. Sim, pareceram cansados. Sim, apresentámo-nos com 5 reforços que se conhecem há uns meses. Sim, ainda há alturas em que precisamos da bomba de asma. A próxima jornada do Grupo colocará russos e turcos frente a frente o que nos ditará o objectivo de chegar ao segundo ou ao primeiro lugar desta fase. Estamos bem no campeonato, já temos um troféu e toda a gente fala de nós. Não era mesmo isto que queríamos de há uns anos para cá?

Que alívio, caro Rui! Que alívio!