al

Orgulho em ser Leão!

por 20 de Junho de 2015Os textos do Damas0 Comentários

Hoje vou falar-vos do meu amor pelo Sporting. E este é um texto que me dá um particular prazer a escrever, pois vou estar certamente a falar por muitos de nós.

Se há coisa que nos difere dos restantes clubes e respectivos adeptos, é esta paixão que nos move, este amor grandioso que não conhece limites ou barreiras. Muitos dirão mesmo que somos loucos da cabeça, que é incompreensível manter uma esperança tão grande num clube que passa tantos anos sem ser campeão, porém, todos sabemos que isso é secundário. Claro que todos gostamos de ganhar e esperamos ansiosamente por esse momento, no entanto, ser sportinguista é muito mais do que isso. Não se trata apenas do ouro ou da prata, é também, acima de tudo, uma questão de princípios e ideais.

Não ambiciono vitórias a qualquer custo, ambiciono vitórias justas e merecidas, conquistadas através do suor e esforço daqueles que, ferozmente, defendem as cores do Leão rampante. Aos que têm o privilégio de vestir o manto sagrado, apenas peço que o façam com metade do amor que sinto pelo meu Clube, pois se o fizerem dessa forma, não haverá vitória que nos escape. Exijo respeito e dedicação, por toda a história que já escrevemos e pela dimensão que ostentamos.  Somos o maior Clube de Portugal! Perdão, somos o único Clube de Portugal! A nossa camisola pesa como nenhuma outra no nosso país, pois carrega consigo mais de um século de histórias e glórias, assim como todos os nomes que tornaram reais essas conquistas. Todos devem sentir a responsabilidade de continuar a escrever páginas de sucesso, condizentes com aquilo que somos e com aquilo que merecemos.

Num passado muito recente, sobrevivemos a tempos muito difíceis. Tempos esses que quase apagaram o nome do Sporting do desporto nacional. Partiu-me o coração aos pedaços ver bandidos sem qualquer pingo de sentimento e respeito, escolher os caminhos e atalhos que apenas nos levaram em direcção ao abismo. Mas graças ao nosso amor e a uma direcção competente e apaixonada, conseguimos reerguer-nos das cinzas e iniciar uma nova era. Somos da raça que nunca ser vergará, aquela que contra a vontade de muitos, continuará a fazer frente a tudo e a todos. Fomos, somos e seremos sempre, tão grandes como os maiores da Europa. Sempre!

A minha maior felicidade é fazer parte desta família, e a minha festa é ver o Sporting jogar. Seja a não ganhar ou a ganhar, o que interessa são aqueles minutos em que consigo sorrir, chorar, gritar, saltar...ser feliz. Costumo dizer que o futebol é a coisa mais importante das coisas menos importantes, contudo, o meu amor pelo Sporting, é certamente das coisas mais importantes da minha vida e das que mais faz bater o meu coração. É para mim um orgulho enorme ser verde e branco do coração e agradeço todos os dias por ter nascido sportinguista, por ter a oportunidade de fazer parte de algo tão único, tão grandioso. Amo-te, Sporting!

Queria apenas deixar aqui uma nota final de agradecimento a este blog, As Redes do Damas, pelo privilégio e a oportunidade de poder escrever sobre algo tão importante para mim. Já passou um ano desde o meu primeiro artigo, e apesar de saber que nem sempre a inspiração resulta na qualidade que mais gostaria, a paixão e a dedicação com que escrevo cada texto, são servidas sempre nas mesmas doses. Um bem haja também para todos vós que dedicam o vosso tempo a ler os artigos que por aqui se publicam e que fazem com que esta seja, cada vez mais, uma casa de sportinguistas para sportinguistas.