17440139_HLiGl

24 pontos limpinhos!

por 27 de Março de 2015Os textos do Damas0 Comentários

Sejamos objectivos. Por muito que só mande a toalha ao chão quando essa ciência exacta, uma tal de Matemática, der as últimas, o cenário de “mais campeonato para o ano” será inevitável em caso de não existirem mais escorregadelas por parte das 2 doenças que habitam à nossa frente na tabela classificativa. Enquanto que nas 8 derradeiras jornadas temos apenas 3 desafios em casa, o Porto repartirá os seus testes em 4 batalhas caseiras e outras tantas com o rótulo de forasteiros. Já o auto-intitulado “melhor” do universo dos fundos tem 5 partidas dentro de portas e as outras 3… para decorar as ruas antes dos jogos!

Destas 8 restantes batalhas há que realçar o percurso dos nossos adversários, na mesma condição em que os iremos encontrar, nas últimas 5 partidas para o campeonato:

P. Ferreira (jogamos Fora de casa) – D V V E V de sequência nos últimos 5 jogos da equipa da Mata Real dentro de portas.

V. Setúbal (Fora) – V E D E E nos últimos 5 jogos em casa.

Boavista (Alvalade) – D D E E D nos últimos 5 jogos fora do Bessa.

Moreirense (Fora) – D D D D E; nos últimos 5 jogos em casa.

Nacional (Alvalade) – D E D E D; Nos últimos 5 jogos fora da madeira

Estoril (Fora) – V D D E E; Nos últimos 5 jogos em casa.

Braga (Alvalade) – V D V V D; Nos últimos 5 jogos fora do minho

Rio Ave (Fora) – V E D E V;  Nos últimos 5 jogos em casa.

Em suma, apanharemos o Moreirense em piores condições que os restantes, embora ocupe uma posição confortável na tabela classificativa. O Setúbal, com a posição mais precária, parece ser a equipa mais incerta pois a mudança de treinador há algum tempo atrás trouxe estabilidade, devolvendo um pouco mais de confiança aos sadinos na altura de encher o estádio frente ao Sporting, já daqui a duas jornadas. Acabaram-se os jogos fáceis embora tenhamos apenas perdido 4 pontos em semelhantes desafios na primeira volta (P. Ferreira e Moreirense, curiosamente em nossa casa).

Podemos pois, pedir ao génio da lâmpada o que mais nos convier para o clássico do Benfica-Porto à 30ª jornada pois não há que pensar em modestos desejos a 24 pontos do fim da corrida. Para já o que nos interessa são os próximos 3, a próxima vitória, os próximos festejos e a genialidade de quem joga bom futebol em Portugal.

A juntar a isto, há também a possibilidade de as últimas graças da época desportiva serem nossas pois cabe-nos a nós justificar o favoritismo na Taça de Portugal. O único sítio onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário e temos uma missão, uma visão e valores que condizem com esse pensamento. Nem tudo é bom e nem tudo é mau mas para o que der e vier… eu vou lá estar!