81410_ori_

Vive-te!

por 31 de Dezembro de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Chegado o virar da página analisam-se os momentos que nos marcaram e o futuro que queremos viver. Afinal um ano passa depressa e, se vamos esperar pelo próximo, bem que podemos ter a noção de que daqui a uns tempos já o estaremos a concluir. Aos que partiram, aos que ficaram, damos cada vez mais conta que o tempo é uma unidade de medida criada por nós para traçarmos a matéria finita do que nos rodeia, de nós mesmos.

Lembras-te do golo de pontapé de bicicleta do Juskowiak ao Boavista?! Foi há 20 anos que o mítico bigode aparadinho ficou virado para o céu antes de desferir um remate potentoso que fica na memória. 10 de Abril de 1994 parece que foi ontem e nem demos conta do tempo passar. E aquele golo do Figo à Inglaterra no ano 2000, que nos possibilitou a reviravolta para 3-2 num dos jogos mais míticos da Seleção Nacional? Foi há quase 15 anos e ainda podemos ver o vídeo cheio de qualidade no Youtube. Também há 15 anos morreu Amália Rodrigues, há 13 caíram as torres, há 9 jogámos uma final europeia no nosso palco. Ainda nos lembramos porque passaram apenas uns dias. Há 50 anos ganhámos 1-0 ao MTK com um golo de canto direto do João Morais naquela final da Taça das Taças e ainda há povo a transformar a experiência em palavras porque… eles viveram isso na hora!

Não esperes! Se tiveres algo para fazer não o deixes para depois. Se tiveres algo inacabado não o completes “nalgum” outro dia. Se tiveres algo para dizer a alguém vai mesmo antes de acabares de ler, se achares que vais ver um jogo do Sporting nesta época aproveita já o próximo. Se queres viver, vive agora pois enquanto não o fizeres serás um saco feito de carne, água e ossos que deambula e parasita oxigénio. A vida é tua… mete-te nela antes que os outros o façam!

Quando deres por ti a olhar para o mar seguindo a lógica de troca de promessas com o destino lembra-te que a resposta que o mar te dá é o teu reflexo. Não o consegues ver por causa do movimento da ondulação, do sal, outros componentes e da escuridão da noite. O teu reflexo irá, contudo, estar à tua frente como resposta às tuas dúvidas ambíguas. És tu a resposta para ti mesmo e podes traçar o teu caminho ou então escolher seguir o que te dão sem questionares o quando, o porquê, o como e o onde.

2015 irá passar em excesso de velocidade, tal como o ano corrente o fez. Serão 365 mini etapas que farão parte de um ciclo de mudança, de progresso, por vezes retrocesso mas que não tirarão a vontade comum e mundial de sermos felizes e de nos completarmos a nós mesmos.

2015 é o ano! De quê, não sabemos ao certo! Mas será certamente o Ano!