228380_galeria_sporting_v_p_ferreira_primeira_liga_j10_2014_15.jpg

Mais uma jornada limpinha!

por 10 de Novembro de 2014À saída do estádio, Os textos do Damas0 Comentários

Não poderá ser de outra maneira. O limpinho limpinho volta a assombrar a vida de quem apenas quer equidade nos pequenos lances da vida como… jogar à bola.

Pela segunda vez consecutiva o líder do campeonato é o melhor do mundo. Porque está isolado no primeiro lugar, porque marca mais golos que os adversários. E é assim que o povo terá de pensar porque se não for o caso… algo estará mal pelos lados do suposto melhor do mundo. Pela segunda vez 3 pontos não se transformam em apenas 1 porque há sempre uma explicação (i)lógica para que tal não deva ter acontecido. Ao fora de jogo do Rio Ave na Luz em que o fiscal de linha mais parecia que estava a cagar com a porta do WC fechada junta-se agora outro do Nacional em que apenas algumas pessoas tiveram uma sensação que se Jardel, Luisão e companhia levam ratadas é porque ou há fora de jogo ou então o avançado tem de ir mijar para o copo por abuso intensivo de Isostar, Red Bull e Monster.

Chama-se a isto “um valente par de tomates”. Uma coisa que peca por escassez em quem tem apenas o dever de ser imparcial e que até nisso falha. Em Alvalade o Slimani tem de estar offside aos olhos dos outros porque atrapalha a defesa no golo de Montero. Se fosse o super Jonas a fazer o mesmo ao Patanisca nunca seria uma jogada irregular porque o homem nem se fez ao lance. E ainda esta merda de continuar a dar amarelo ao Maxi depois de concluída a 7ª ou 8ª falta aos 82 minutos tem de acabar… O gajo vai ficar condicionado 10 minutos para quê?! Ah pois… É para eu estar calado!

Não me correu bem contra o Paços. Não nos correu bem. Temos de nos contentar com os detalhes que não nos resolveram o jogo. Mas também com outro tipo de detalhes: o tal líder do campeonato teve 4 pontos extra nas últimas 2 jornadas (5 se formos a contar com o 2º golo na Choupana). Uns são filhos e outros são enteados. Essa diferença, esses detalhes, é que me deixam lixado com a merda do campeonato. Uma coisa é limpinho limpinho, outra é ter as mãos sujas e esfregar nos olhos do vizinho.

Numa jornada onde os rivais jogaram fora o nosso dever seria pelo menos fazer os 3 pontos. Não os fizemos por culpa própria mas são coisas que acontecem. Pena acontecerem apenas no lado de cá. É que cada vez mais compreendo a expressão: “Ninguém pára o Be…”

Olha, foda-se!