ant

Visões de ódios e de infantilidades

por 6 de Agosto de 2014Os textos do Damas0 Comentários

«Depois do 25 de Abril de 1974, Portugal “descobriu” a liberdade de expressão, por isso expressem-se à vontade!»… Parem com esta balela!

Como vem sendo recorrente, os adeptos leoninos mais interventivos nas redes sociais voltaram-se a insurgir contra um blog que, em tempos, tinha acesso privilegiado a alguma informação dentro do clube de Alvalade. O “tacho” que arranjaram na época do Engenheiro Flopes acabou, e como é perceptível a qualquer leitor, essa situação fez disparar os níveis de azia dos autores deste espaço cibernético, para patamares idênticos aos do jornal do senhor João Querido Manha. O nível de ressabiamento é de tal ordem que a sua linha editorial é praticamente igual.


A forma como “desancam” no presidente leonino, e não só, é inenarrável. Bruno de Carvalho e Sporting, são duas palavras e dois temas que são constantemente abordados e tratados com desdém. Seguem-se o desprezo, a arrogância, indiferença e, algum teor jocoso à mistura, como factores escolhidos para rebaixar o Sporting com artigos de teor presunçoso e de pura altivez.

Na órbita desta discussão está o nome de Shikabala, que, segundo avança “o Visões”,  terá “planeado a situação” de ficar retido no seu país. No seguimento do post, também podemos ler que o egípcio é apenas mais um dos nomes de um vasta lista de contratações falhadas de Bruno de Carvalho e que a mais valia da sua contratação terá sido o aumento do número de “gostos” na página de Facebook do Sporting clube de Portugal. Alguém, com dois dedos de testa, acha ser possível esta notícia não estar carregada de gozo e ironia?

A cada artigo ou notícia aproveitam para achincalhar o Sporting e a sua direcção. É sistemático, e ao mesmo tempo, compreensível. Perder a fonte que passava a inside information, é um duro golpe para a prosa desportiva tão aclamada pelos membros do próprio blog. Se por um lado,anteriormente, se sentiam nas “sete quintas” por estarem na vanguarda da informação e poderem debitar malvadeza sobre as asneiradas que os antigos responsáveis do clube praticavam, agora, tornou-se complicado escrever com exactidão e idoneidade. Resultado: Fecha-se a porta e ninguém comenta.

Sem argumentos e com uma margem de critica limitada, partem para a suposição e tentam ludibriar o leitor. Assim que são confrontados com opiniões divergentes, fazem-se valer do seu “poder” virtual para eliminar e bloquear o acesso aos comentários.

Voltando um pouco acima neste texto, fiz uma comparação entre os níveis de azia do blog e os de João Querido Manha e pegando novamente nestas duas "referências" do panorama informativo do desporto nacional, resta-me dizer que isto são apenas visões infantis e deturpadas, fruto do ódio que ambos nutrem pelo Sporting clube de Portugal.

Sporting sempre