Sporting-Academica

Venha então esse campeonato!

por 7 de Julho de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Começará em Coimbra e acabará em Vila do Conde. Como pré-condicionantes no sorteio apenas se sabia que não existiria nenhum Derby ou Clássico nas duas primeiras etapas do campeonato e ainda que, equipas com forte proximidade geográfica não poderiam partilhar a mesma condição de visitado/visitante na mesma jornada. São os casos de Sporting (com lampiões), Porto/Boavista, Guimarães/Braga e Nacional/Marítimo. Pode-se tentar compreender os motivos mais óbvios para estes obstáculos à imprevisibilidade do sorteio, porém a opinião pública já se manifestou no que toca a defender os clubes considerados mais pequenos. No fundo, se uma equipa mais fraca apanhar os tubarões todos de seguida não estará certamente a ser protegida.

Desta vez haverá 102 pontos em disputa. O objectivo de cada jogo passará sempre pela conquista dos três pontos e, tal como na época anterior, os detalhes dos jogos com as equipas denominadas “mais pequenas”, certamente farão a diferença. Podemos pegar nos casos de Estoril e Nacional que nos privaram de nove preciosos pontos e o topo da tabela ficou a sete. Contudo não existirá aqui uma ligação de causa-consequência, visto que a última jornada serviu apenas para brincar ao pião. O que quero dizer é que para suprimir estes “pêlos encravados” o Sporting teria de ter alguém que fosse mesquinho ao detalhe da técnica e da táctica destas equipas ao ponto de lhes bater sempre o pé. Teria e tem, pois agora o treinador Marco Silva, que vem desses processos, saberá as contra-tácticas e pelo menos sabemos também que ele não nos vai roubar pontos na nossa caminhada rumo ao objectivo pretendido: o título!

Em meados de Agosto entraremos da melhor forma na Liga se batermos a “Briosa”, do nosso conhecido Paulo Sérgio. Será um excelente tónico para nos estrearmos em casa na segunda jornada, frente ao Arouca. Montero, ao ler isto, esboçou um sorriso.
É, portanto, imperativo entrar no estádio da luz com 6 pontos em finais de Agosto (3ª jornada) para sairmos de lá com 9 algumas horas depois. Recebemos o porto à 6ª jornada e se estivermos no topo nessa altura, temos o caminho mais facilitado do que os nossos mais directos rivais que se defrontarão entre si na 13ª (que este número dê azar aos 2). Relativamente a este sorteio de campeonato existem duas visões que gostaria de partilhar e que podem até ter influência no desfecho final. Esperemos que com um slogan feliz para o nosso lado.

a) Nas jornadas 14/15/16/17 (31/32/33/34 da segunda volta) defrontaremos Nacional (Fora), Estoril (Casa), Braga (Fora) e Rio Ave (Casa), sendo que os territórios mudam na fase final do campeonato. Isto quer nos dizer que vamos ter etapas complementares de teor algo difícil no que respeita a adversários com algum peso na Liga nos últimos anos. Ora, se tivermos de decidir o campeonato nas derradeiras jornadas, o “tudo por tudo” terá de ser evidente. O lado positivo é que, apanhando estes adversários numa fase mais avançada do campeonato, teremos mais tempo e mais hipóteses para consolidar o nosso sistema de jogo frente a presas teoricamente mais acessiveis (porque o mais fácil já não existe).

b) Azuis e encarnados irão jogar na mesma condição - Visitado/Visitante - em 28 das 34 jornadas do campeonato. Como o Sporting se encontra emparelhado com o rival lisboeta para não jogarem em casa na mesma jornada,  a importância do 12º jogador vai ser vital a um nível igual ou até superior ao que foi feito no ano passado, visto que fomos a equipa que mais adeptos levou aos estádios visitados. Quando jogarmos no nosso Alvalade XXI saberemos que uma vitória leonina poderá dar um forcing a fantasmas, deixando os tais adversários mais susceptíveis a tropeçar estando na condição de visitantes.

Claro que fica muito subjectivo tentarmos desvendar todos estes mistérios sem saber em que condições qualitativas se encontram, por exemplo, as 3 equipas "novatas" na Liga para 2014/2015. Eventualmente poderá haver uma ou outra surpresa, tanto positiva como negativa em relação a objectivos de todas as formações e, como sempre, já dará para termos uma percepção lá para a 5ª ou 6ª jornada do que a competição nos poderá reservar. Bem... a seguir à 6ª jornada já jogámos nós com os narcisistas e com os que nem horas têm para começar os jogos, por isso vamos contar apenas com o nosso trabalho tanto no campeonato como na Taça de Portugal e Champions. E ainda desejamos toda a sorte do mundo aos nossos miúdos na Taça da Liga.

Até ao fecho do mercado ainda se vai levantar muita poeira. Acabando o Mundial, as trocas vão fluir que nem pães a sair do forno e depois quem compra também já pode dispensar. Quem ganha também é o clube mais pequeno na cadeia alimentar, por isso todos os nossos adversários ainda se deverão reforçar, assim como não podemos considerar o plantel leonino já como fechado, tanto nas entradas como nas saídas. O William e o Slimani, têm sido dos últimos mais assediados mas não nos esqueçamos que ainda podemos ganhar um campeão do mundo, já que o Rojo ainda está na ribalta. Pessoalmente, gostava de os ver por cá mais tempo, agora se eles deixarem o Sporting, à partida, será porque pagaram bem para isso acontecer.

A finalizar não posso deixar de colocar aqui uma palavra de apreço pela qualidade jornalística que se continua a fazer por cá. Antigamente quem queria a fonte da notícia levantava-se, vestia a gabardine e punha-se chuva fora até encontrar um autocarro que o levasse ao destino e, mediante recolha de provas irrefutáveis, voltava na mesma condição e tratava de informar sem critério o público alvo. Agora o que acontece, é que o leitor se levanta de manhã, lê uma notícia, passadas umas horas lê a mesma notícia ao contrário, como se de uma coisa banal se tratasse esta auto-contradição e no final de contas só podemos assumir que a culpa é dos outros Media de quem as notícias são, sem escrúpulos, copiadas esquecendo a confirmação. Resumindo, perdi o dobro do tempo para ficar a saber o mesmo e o Sporting Clube de Portugal e seus intervenientes, ajudaram na venda de mais uns quantos "jornalecos".

 

Verde, logo existo!