Porque a nossa força é Brutal!

por 24 de Maio de 2014Mão Verde, Os textos do Damas0 Comentários

Vai ser um Sábado de tanta coisa. Trata-se do último jogo da época e logo aí deixa um nervosinho na moina só de saber que vamos fechar para balanço.Já  há algum tempo que eu ando a adoptar o esquema do ser directo e por isso simplifico desta forma o panorama. Eles têm de perder e nós temos de ganhar.

Eles são o Porto e têm de perder em casa com a equipa que cilindrámos na jornada passada, o Benfica. Nós temos de ganhar à equipa teoricamente mais acessível da fase final. Teoricamente! Sei que não chega a ser usada a palavra “remota” se tivéssemos de falar de um resultado que não a vitória contudo são 7 para 7 e quem nos faz de favoritos no jogo somos nós.

Não vou ser hipócrita ao ponto de dizer que apenas temos de nos preocupar com o nosso jogo com o Sp. Horta até porque vamos estar também com a consciência noutro pavilhão. Queremos ser campeões mas sabemos que isso é dificilmente possível! Resumindo: Queremos ser Campeões!

Os jogos foram todos antecipados para as 17h00 o que quer dizer que ninguém espera por ninguém. Há de ser velocidade até ao último minuto e chamem-me o que quiserem mas acredito que no fim a festa há de ser nossa. Claro que passo por doido para torcer por um rival, no entanto, um doido calculista.

O Sporting tem mais motivos para emoções no dia de hoje. Obrigado ao nosso capitão Ricardo Dias por tão bem ter representado a nossa camisola mas chegou-se a hora de arrumar a resina. 2 campeonatos, 6 taças de Portugal, 2 supertaças e a única Taça europeia que um clube português arrecadou até hoje, a Challenge. Ficarás para sempre na história do Sporting Ricardo. Agradecemos-te com todas as forças!

Existem, porém, outras causas. Nem toda a gente conhece José Manuel Casaleiro de Oliveira. Outrora Secretário Técnico das selecções de andebol de juniores “A” e “B” (2004) o projecto recente tem sido na Selecção Nacional de Seniores de Andebol. Como muitas vezes a vida não ganha pontos pela justiça foi lhe diagnosticado um problema de saúde que para ser combatido terá de ser tratado na Alemanha. Hoje mesmo, será sorteada uma camisola autografada pelo plantel de andebol no intervalo do jogo e, se quiseres comprar uma rifa, habilitas-te a ganhar uma “selfie” com o plantel para poderes esfregar na cara dos teus amigos mais cépticos. O que quer que aconteça é um negócio Win-Win porque José Oliveira tanto fez pela modalidade que a modalidade irá agradecer-lhe de forma digna.

E porque somos enormes nisto há que também realçar o nosso Pedro Portela na EHF Cup. Terceiro lugar nos Top Scorers com 60 golos apenas ultrapassado nos 2 jogos extra das finais nos quais não estivemos envolvidos. Também na tabela dos matadores Pedro Solha surge em 7º com 48 tentos certeiros num dos ataques mais mortíferos da prova como foi realçado pela competição. A juntar a isto tivemos uma final de 2 trutas que apanhámos pelo caminho já que os húngaros do Pick Szeged ganharam 29-28 ao Montpellier no derradeiro jogo. Tanto uma equipa como a outra, tirando o mérito próprio, tiveram de comer muita sopinha para nos tirarem da frente e quase que isso não era suficiente. Hão de se ter lembrado disso enquanto lutavam pelo troféu pois não é qualquer um que chega lá com qualidade de Liga dos Campeões como foram estes dois.

O caminho ficou traçado e até posso usar pela enésima vez a palavra Orgulho de ver esta equipa jogar. Aconteça o que acontecer nesta última jornada do campeonato não vou recuar ou acrescentar nenhum elogio porque o valor já o ganharam há muito tempo e isso… é coisa que não tenhamos de provar mas sim manter entre o nosso infinito universo sportinguista!

Verde, logo existo!