william

Um Sporting do Carvalho!

por 3 de Março de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Se muitos conseguimos observar, no jogo com os rivais, a falta que o William nos fez, não podemos agora dissociar qualquer exibição do jovem, da consistência e dinâmica que o próprio imprime no meio-campo leonino. O homem faz a andar o que muitos outros não conseguem sequer a correr. Parar ataques inimigos e preparar ofensivas de forma objectiva. É da posição, é do sacrifício, é da inteligência.

Como qualquer Sportinguista, gostaria de o ver sempre de Leão ao peito, mas sabemos como funciona o mercado, sabemos que é apetecível noutras paragens, e sabemos que uma saúde financeira também se faz de alguns sacrifícios. Mas que é bom de bola, ninguém tem dúvidas, e mostra cada vez mais que há razão para falar disso.

Depois deste desabafo sobre o Sir William, vamos ao tema. O falatório desportivo agora, é de que o primeiro classificado está a 9 pontos do terceiro. Ora, há uma época, eram dois únicos candidatos ao título mas agora, ainda nem toda a gente reparou, a equação tem 3 incógnitas. Há uns anos bastava ser clube pequeno no pódio para se levar para casa uma medalha com a inscrição "3º Grande" e estar na luta até ao fim. Agora, talvez porque não existe uma candidatura cega ao título, o Sporting não merece qualquer tipo de preocupação. Se de uma corrida se tratasse, haveria de se dar mais atenção ao ângulo morto no retrovisor. Não se vê, mas está lá mesmo ao lado...

O falatório responsável do marketing nos media já tem a ver com o que é que jogador bebeu, em quem bateu, o que é que o pai fez...Há de tudo! Como quem diz calhandrices para pôr na capa de um jornal. Alguma imprensa nacional é tão pouco disciplinada que, apresentando "coxixos" cor-de-rosa, o povo é mal instruído, mal informado e do desporto passamos para a telenovela. Em vez de grandes reportagens, artificializa-se o concreto e vivemos todos numa moca consentida!

Caros jornalistas, o país desportivo agradecia mais informação acerca de desporto. Agradecia destaque à batalha lusa e francesa pela vaga extra nas competições europeias, pois estamos com uma vantagem mínima, quando se espera um Mónaco ascendente nos próximos anos e um P.S.G sem medo de investir. Agradecia uma imagem do Estoril que vendeu metade do sucesso da época passada e continua a surpreender tudo e todos com excelentes prestações da equipa de Marco Silva. Agradecia preocupação dos níveis medíocres de assistências em estádios, como casos de estudos holandeses e belgas no nosso campeonato, com médias de assistências inferiores às deles. Agradecia sim, que fizessem o vosso trabalho, em vez de ser o preocupado leitor. Não interessa de maneira alguma, o que fazem as famílias dos jogadores fora do futebol, a que velocidade vão na estrada ou até o que é que gostam de comer e qual o vinho para acompanhar.

Traduzindo agora o sucesso em resultados, o ponto alto vai para tudo o resto! Sim, foi uma jornada rica em vitórias.
Enaltecendo o grande golo do João Benedito, frente ao Braga no jogo do 1º e 2º lugar do campeonato de Futsal, o Sporting passou num teste difícil mas esperado. O resultado de 3-6 no Minho é francamente positivo, mas normal face à nossa hegemonia criada na modalidade. Consolidámos o primeiro lugar, o único cenário previsto à partida para este jogo.

No andebol, outra vitória. No jogo frente ao Porto para a Taça de Portugal, os leões brindaram os adeptos com a passagem às meias-finais da competição. Numa primeira parte bastante bem conseguida o resultado ao intervalo (16-11), era inteiramente justo. Na segunda parte, a bom sofrer, depois de empatados no marcador, conseguimos levar a melhor (25-23). Ricardo Candeias e Pedro Portela estiveram mais uma vez em grande plano.Já no hóquei, depois da turbulência com a mudança de treinador, uma vitória por 7- 4 sobre o HA Cambra deixa-nos respirar de forma mais tranquila.

Ainda no futebol, a equipa B recebeu e venceu a equipa da Covilhã, com especial destaque para o reforço Dramé, autor do único golo do jogo. O treinador Abel deixou claro que, além de vitórias, quer mais empenho o que não foge em nada aos valores leoninos. Quer sempre mais independentemente do resultado. É para ti, Medeiros?!

Passando pelos juniores, num jogo muito renhido até ao fim, e depois de algumas reviravoltas o Sporting venceu a União de Leiria por 4-3. Acabando com 9 jogadores. O suor deixado em campo valoriza ainda mais este resultado, sempre difícil.
Sinto-me na obrigação de falar também nas nossas Leoas do basquetebol. Mais uma vitória, desta vez, na 1ª jornada da II fase do campeonato nacional da II divisão, por 67-44 frente ao Algés B. 15 Jogos = 15 Vitórias.
Foi um fim-de semana cheio de verde. Oxalá se vendam mais jornais por isto...