so

Efeito Borboleta

por 25 de Março de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Hoje apetece-me falar de contas. Aos elitistas que julgam que um campeonato se resume a um certo passarinho que voa sozinho e um dragão que já não cospe fogo, o que vou descrever não é o que se vai passar até ao fim. É sim o que se pode passar, por isso tire o cavalinho da chuva tal fulano que me queira chamar de sportinguista desesperado, numa mesa de café, quando o assunto tiver de vir à baila.

Gosto de dividir as jornadas do campeonato em 2 fases: A que Porto e Benfica jogam em casa enquanto que o Sporting joga fora e a da ronda seguinte quando somos visitados e os outros dois vão pregar a outras freguesias. Tem sido assim em grande parte do campeonato.Agora o cenário interessante: Numa visão não muito radical dos resultados partimos do princípio que o Braga bate o pé no estádio Axa aos pseudo-campeões. Nas mesmas circunstâncias falar de uma vitória do Nacional frente aos azuis e brancos na Choupana também não é um resultado de todo inédito.

A tudo isto, somando um triunfo caseiro do nosso grande amor ao fragilizado, mas não submisso, Guimarães, ficaríamos à pega do primeiro lugar e quem estivesse atrás que começasse a fazer contas para outro patamar.Claro que não deixa de ser uma possibilidade idealizada mas analisando de forma frontal o que se tem passado ao longo da época há muito boas odds para não errar.

Mas o que é que isto iria influenciar nos degraus da tabela partindo do princípio que as posições não se iriam alterar e há menos jornadas para o campeonato acabar? A minha resposta é: Tudo!

Imaginemos o primeiro lugar com (apenas) 4 pontos de vantagem a 5 jornadas do fim. Os mesmos 4 pontos que, no ano passado, com menos jornadas por disputar, assombraram uma caminhada quase certa. Voltariam as bruxas do jogo do Dragão, ainda a acontecer. Voltariam os fantasmas de não ter de perder pontos em mais nenhum jogo até à derradeira disputa. O plantel teria de ser gerido de outra forma, tanto a nível europeu como a nível interno sob pena de acontecer mais um desaire como no ano passado frente ao Estoril, quando as pernas faltaram. Sobretudo o que interessa ao clube com mais de 4 ziliões de sócios é chegar ao Porto com pelo menos 3 pontos de vantagem. Até aí, quem dormiria descansado era eu! "Déja Vus", não atacam por estes lados...

A nós só nos resta puxar pelo que é nosso. O que fizemos até aqui deixa-nos orgulhosos e valorizados, todavia lutámos e continuamos a lutar contra vários obstáculos e por vezes ouvimos a desculpa de que, como não jogamos na Europa, estamos mais fresquinhos para o campeonato. Pois caros rivais, também não partimos para este campeonato à custa do porquinho mealheiro e com plantéis milionários. Quem necessita de dar desculpa aos adeptos em caso de não ganhar o campeonato são mesmo vocês.

Faltam agora 6 jornadas, 3 em casa e 3 fora para cada um. São 18 pontos. Não acredito que os 3 primeiros fiquem igualmente invictos até ao final mas apenas alimento a fera que ruge por mim.Eu limito-me apenas a fazer estas contas e caso acerte no meu optimismo, não tão exagerado como parece, vai ser divertido até ao final do "vosso campeonato".

Verde, logo existo!