• montero

Nome de código: El Avioncito

por 17 de Fevereiro de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Como em todas as fases no futebol há as de maior e menor visibilidade. Visibilidade porque não podemos relacionar exibições menos destacáveis com más exibições. Um dos temas a que temos assistido é a “seca” de golos de Fredy Henkyer Gonçalves Montero Muñoz, Jr. (Fredy Montero). Grande parte da comunicação social gosta de fazer abordagens sobre esta fase do jogador cafetero. É certo que um avançado tem de marcar golos mas resumir a importância do mesmo ao número de tentos já não se usa. É uma ferramenta obsoleta.

Como é hábito, antes de cada época começar, e um bocado ressacado por competição, costumo afundar-me no Youtube em vídeos para conhecer o que magicaram os futuros reforços e imaginar o que podem fazer daqui por diante. Mentiria se dissesse que o faço exclusivamente para jogadores do Sporting mas grande percentagem é para aí direccionada para assim arrumar a cabeça. Vai ser sempre preciso na altura dos festejos. Não foi preciso muito para encontrar um míssil ao LA Galaxy.

Já inserido no esquema do Leonardo Jardim assistimos às primeiras exibições, aceites pela maioria, mas ainda sem saber o contributo concreto à evolução de uma equipa ainda ferida da época anterior. Chegámos ao troféu 5 violinos e aconteceu a primeira relíquia do lado de cá:

O comentador da SIC, tal a rapidez do lance quase que inventou um híbrido futebolístico (misturando o nome Sporting com outro). Esperemos que tenha sido só isso...

Depois de começar o campeonato a abrir com um hat-trick frente ao Arouca a fasquia elevou-se. Agora tem andado longe dos radares mas continua em simbiose com a equipa. Há quem não repare nele mas será maléfico andar escondido?

Como em todos os desportos, as equipas adaptam-se ao estilo de jogo dos adversários. Engane-se quem pensa que o texto é sobre as adaptações das outras equipas ao jogo do Sporting. É mesmo sobre a adaptação do Sporting a essas "adaptações" das outras equipas. Se virmos o caso do andebol há marcações individuais a jogadores que surgem em alturas chave do jogo. No futsal temos o caso do guarda redes avançado, no xadrez sacrificamos muitas das vezes peças importantes em prol de jogadas ainda mais importantes para o bem comum e até na Sueca por vezes lançamos um trunfo para a mesa para "secar" as armas dos oponentes. Não é regra seguir sempre este caminho pois há um risco moderado e com uma repetição abusiva fica-se sempre mais debilitado para sofrer um ataque.

Estamos abastecidos de bons avançados. O Heldon verticaliza o ataque, o Carrillo tem muita técnica, o Wilson é explosivo e o Capel tem meia dúzia de pulmões. Se todos fossem iguais apenas precisaríamos de 2 ou 3... Quando o adversário começar a vigiar o Mané e os outros por estarem a decidir jogos vai sobrar para Montero e para Slimani outra vez.Porque estamos munidos de várias armas adaptamo-nos às oportunidades do jogo e se no ano passado as equipas vinham de peito aberto porque já não era preciso respeitar o Sporting este ano, qual rolo compressor, começámos o campeonato a esmagar e agora a solução reactiva que conseguem ter é jogar em Alvalade com 11 jogadores atrás da linha da bola, como se tem visto nos últimos jogos.

Queremos muito que marque sempre golos, mas Montero não fugiu, não parou de jogar, ele encontra-se sim camuflado na táctica e na ocasião. Quem apenas olhar para o resultado diz que está a quebrar o ritmo. Quem assistiu ao último jogo, viu um avançado a ir buscar a bola atrás, a cruzar, a acelerar o jogo, a saber pausar o jogo, a fazer os defesas correr e a participar de forma criativa no golo da vitória. E até que marcou... mas (mais) um golo escrito a corrector numa folha branca. Outra vez...

Eles irão aparecer em estatísticas. Enquanto isso o 12º jogador vai continuar a festejar porque também quando um jogador olha para a bancada não sabe quem lá está, mas sabe que está lá!

Montero es un panzer en Portugal (MARCA)

Fredy Montero es el futbolista colombiano más inteligente en la última década (MLSSOCCER)

Montero, que leva quatro golos em sete dias, voltou a demonstrar o seu olfato e boa colocação na área adversária com dois golos daqueles que marcam os '9' puros (Site oficial da FIFA após jogo com o Gil Vicente).