Leo

E tudo “Jardim” mudou…

por 16 de Janeiro de 2014Os textos do Damas0 Comentários

Este texto surge a propósito dos oito jogos que o Sporting leva sem sofrer qualquer golo. Está à vista de qualquer adepto que o Sporting de Leonardo Jardim é uma equipa transformada: Defensivamente, é, até ao momento irrepreensível e ofensivamente perceber-se, de maneira clara, que os processos da equipa são visíveis e estão definidos. O técnico leonino transfigurou esta equipa. Pegou em meia dúzia de “putos”, contratou 2 ou 3 jogadores, sem tiques de vedeta e com qualidade e a esta receita madeirense acrescentou, identidade, solidez e eficácia. Três factores que se vão afirmando como nucleares para o excelente trabalho realizado nesta primeira metade do campeonato.

Este ano, quer no estádio do Dragão, quer na "Luz" para a Taça de Portugal ou até mesmo no Coimbra da Mota com o Estoril, não podemos apontar o dedo à equipa no que diz respeito ao compromisso com a camisola, inclusive nas derrotas com os rivais - deixando de parte o lado da arbitragem -, o Sporting foi uma equipa digna, competente, profissional e acima de tudo assumiu sempre uma vontade de vencer em qualquer terreno de jogo deste país. No último jogo para o campeonato, não posso negar que o Sporting me pareceu um pouco bloqueado no ataque, porém consegui ter o discernimento necessário para perceber que a honra e a entrega estiveram sempre presentes em cada bola disputada. E é assim que se tem apresentado este Sporting de Leonardo Jardim. Onze rapazes que dão uma nova pele ao leão. Um leão que sabe muito bem que terrenos palmilhar dentro do campo, que é seguro na hora de se defender e eficaz na hora de atacar. A isto chama-se: Identidade.

Muitos de nós recordamos que o Sporting tinha um problema gritante com lances de bola parada. Pois é, hoje isso não é bem assim. O treinador insistiu muito neste tipo de lances, quer a nível defensivo quer a nível ofensivo. Recordo-me de o ter mencionado no inicio da época, onde era notório muito trabalho de casa nestes lances de laboratório. Apesar de existirem algumas lacunas a nível do posicionamento e por vezes algumas paragens cerebrais, o certo é que neste preciso momento esta é a defesa menos batida de sempre na historia do clube. A equipa tem-se mostrado muito coesa na hora de defender, com um poderoso médio defensivo e uma defesa a trabalhar a bom ritmo, Leonardo Jardim montou uma barreira muito sólida e difícil de transpor.

Por último, a significativa mudança de conseguir materializar a matéria produzida em golos. Leonardo Jardim introduziu um sistema de jogo onde os alas ganham papel preponderante na dinâmica do ataque. Protegidos e auxiliados por Adrien, servidos por André Martins, os alas leoninos ficam apenas incumbidos de desequilibrar ou servir o homem golo, Fredy Montero. Na maioria dos jogos esta estratégia surtiu efeito. Resultado: o Sporting é segundo classificado e tem o melhor ataque da liga. E como todos sabemos, para lutar por um lugar no topo é preciso marcar muito e sofrer pouco.

Leonardo Jardim, tem sido o homem de destaque no actual Sporting. Este leão tem agora nos hábitos, novas rotinas e tem o sucesso a curto prazo no horizonte. O treinador leonino introduziu disciplina, promoveu a união e afastou em definitivo os maus ares que se respiravam em Alvalade.
No cômputo geral, se me fosse pedido para destacar quem mais se tem destacado no actual Sporting, a minha escolha recaía definitivamente sobre o Leão Leonardo.