Candidatos? Sim.

por 3 de Dezembro de 2013Os textos do Damas0 Comentários

O ciclo de vitórias da equipa de Leonardo jardim, tem deixado a imprensa nacional atordoada e a internacional maravilhada. É verdade que existem dados objectivos que projectam o Sporting para o palco dos candidatos ao título: o primeiro lugar da tabela classificativa, o melhor ataque, a segunda melhor defesa, o melhor marcador, as jovens promessas a corresponder de forma soberba às exigências e as suas respectivas valorizações, são indices reveladores de que este Sporting, está de volta, e está para ficar.

Mas esta quase obrigatoriedade de se assumir como candidatado ao título, que tem sido impingida de forma continuada pela comunicação social, tem igualmente "afectado" o raciocínio de alguns adeptos Sportinguistas, porventura desfasados da noção de realidade, muito por culpa da fantástica performance dos pupilos de Leonardo Jardim, afirmam agora, através de uma frase batida de que «um clube como o Sporting tem que ser sempre candidato ao título». Não é um argumento inválido e é verdade que a história de um clube centenário recheado de conquistas, tem por obrigação lutar pelo título de campeão nacional. Porém, este mesmo "candidato", há 6 meses viveu a fase mais conturbada da sua existência. Uma fase em que o Sporting foi conduzido de forma desorientada, sem noções de perigo e ao que tudo indica - a auditoria irá clarificar esta assunto -  com o objectivo de deixar o clube sem qualquer tipo de reparação possível.

Volvidos os 6 meses, depois de uma boa equipa de recuperação ter tomado conta desta máquina que é o Sporting, o clube está novamente nas «bocas» do mundo, mas desta vez pelas melhores razões. "Ontem", estivemos no «8», hoje estamos no «80», isto confere! A equipa transmite paixão e garra. O Treinador transmite-nos confiança e muita competência no trabalho realizado até ao momento e a direcção, que mesmo de tracção às quatro rodas a nível financeiro, com uma equipa de «tostões», tem devolvido o orgulho e a mística a este gigante adormecido.

Não estamos a 100%. Não somos candidatos ao título. Esta é, pelo menos, a minha opinião. Contudo, de vitória em vitória, de conferência em conferência, de entrevista a entrevista, o Sporting vai consolidando ideias e comportamentos de campeão. De jogo a jogo, o Sporting vai ganhando uma equipa que satisfaz os adeptos. A sintonia que existe entre Direcção-Treinadores-Equipa-Adeptos, é perfeita. Há muitos anos que em Alvalade, não existia tamanha união.

Em Maio, ninguém sabe. Por agora, o orgulho é tremendo. As visitas a Alvalade são autênticas romarias de felicidade e todos os euros - sempre bem - gastos são como um passaporte para a alegria que há tanto tempo nos fugia.
Nós, continuaremos aqui. Com os pés assentes no chão mas de garras cravadas na terra, prontos a ganhar o próximo jogo, prontos a ir à luta e a dignificar e honrar sempre, a camisola do Sporting clube de Portugal.

Candidatos? Sim. Candidatos a vencer o próximo jogo!