cedric

Sonho ou Realidade?

por 4 de Outubro de 2013Os textos do Damas0 Comentários

Primeiro importa estabelecer um ponto prévio. Tal como Bruno de Carvalho disse e nós repetidamente assinamos por baixo, é impossível passar da pior temporada para a melhor de sempre. É uma impossibilidade real, primeiro pelo simples facto de não estarmos presente nas competições europeias e depois porque a redução do orçamento foi tal que, a nível financeiro, criou um fosso já bastante notório entre nós e os dois clubes que têm ocupado os dois primeiros lugares da tabela nas temporadas passadas. Porém, ficamos com outra ideia olhando para a nossa equipa. A qualidade dos onze que entram em campo é bastante superior à de temporadas passadas, ainda que sustentado por esse orçamento reduzido. Assim, a aposta na formação e na contratação a baixo custo, de elementos que representem uma verdadeira mais-valia é claramente uma aposta ganha. Primeiro pelos resultados obtidos, que nos colocam a dois pontos do topo, com o melhor ataque e a segunda melhor defesa da competição. Em segundo lugar, pela qualidade do futebol apresentado, que repetidamente, e sábado o cenário repetir-se-á mais uma vez, trás os sportinguistas de volta a um sítio do qual têm estado afastados, o Estádio de Alvalade.

Importa também olhar para os outros. O resultado que os nossos leões conseguiram na última jornada quase marca um final de qualquer veleidade aos minhotos. Esse que se consideram grandes sem nunca conquistar um título de campeão nacional, que se alardeiam sem vergonha quando fora da sua cidade a sua massa associativa é quase nula.

Os outros dois têm desiludido completamente no que a futebol diz respeito. O clube da cidade do Porto é líder, de facto. Mas um líder que vai nu, como se pôde constatar no último jogo onde mais uma ajuda da arbitragem foi decisiva para vencer o Vitória de Guimarães. A nossa visita ao Dragão será uma excelente oportunidade para mostrar a todos a nossa fibra, raça e querer de vencer.

O Benfica e o seu treinador têm sido os protagonistas de uma comédia que só aquele clube poderia ser capaz. A bipolaridade já não se consegue esconder e agora, fruto dos maus resultados, é a cabeça de Jorge Jesus que todos desejam. Talvez se a equipa voltar a ganhar, o objetivo poderá voltar a ser a conquista da Champions League. O empate que concedemos em Alvalade não deixa, tendo em conta o que tem sido esta equipa nesta temporada, um mau resultado que esperamos que não nos venha a penalizar no futuro.

Olhando para o quadro geral, o sonho de ser campeão poderá tornar-se real se todos estes aspetos se prolongarem mais no tempo. Ainda assim, pegando nas também repetidas palavras de Leonardo Jardim, o nosso pensamento terá de ser jogo a jogo, lutando pelos três pontos sem pensar no futuro. O agora é decisivo se queremos manter esta toada entusiasmante e esse agora é já vencer um Vitória de Setúbal que até tem melhores resultados fora do que no Bonfim, pelo que a concentração e a intensidade nunca poderá ser reduzida.

E agora pergunto: Não poderemos nós sonhar?