Bdc

Trabalha-se bem em Alvalade

por 11 de Setembro de 2013Os textos do Damas0 Comentários

Antes de voltar ao futebol dentro das quatro linhas e aparecer aquele bichinho “pré-Sporting”, que nos corrói a barriga, é agora tempo de fazer um balanço do trabalho de Bruno de Carvalho no comando da presidência leonina. Será complicado abranger todas as áreas, porém, vou tentar abordar as principais e notórias medidas que ocorreram desde o dia 23 de Março de 2012. É do conhecimento geral da família Sportinguista, que Bruno de Carvalho está a cumprir o seu sonho de infância. Desde pequeno que assim o idealizou e volvidas quase 4 décadas, a vida encarregou-se de o levar a sentar-se na sua cadeira de sonho. Estes, são 6 meses que mais pareceram 6 anos, mas ainda assim, são 6 meses de muito trabalho e dedicação que aparentemente, e até ao momento, tem colhido os seus frutos. O Sporting está substancialmente diferente. Está mudado e para melhor. As diferenças são claras e evidentes, neste momento. O Sporting é um clube unido, onde a mística e a identidade, devagar, devagarinho, estão a reaparecer e a devolver aos adeptos aquele sentimento especial e intenso, que todos os dias acorda connosco e nos torna um bocadinho mais Sportinguistas.

Bruno de Carvalho, prometeu quando assumiu o cargo de Presidente do Sporting Clube de Portugal, fazer o possível para, dentro de uma conjuntura limitada, colar peça a peça um clube que estava desfeito em cacos. E assim o fez. 

Apesar de encontrar o clube num estado calamitoso, passo a citar exemplos concretos de alguns dossiers que foram resolvidos pelo presidente:

- A auditoria de gestão está a ser preparada e para regozijo de todos nós, vai mesmo avançar.
 
-  A coerência, a inteligência e a frontalidade, com que entrou nesta guerra contra os mercenários do futebol, batendo o pé a todos os empresários que durante anos a fio, percorreram os corredores de Alvalade com o objectivo de receber as famosas comissões, também é merecedora de destaque. 
 
- Enfrentou a banca apesar de todas as ameaças e chegou a um acordo com desfecho favorável. Posteriormente apresentou a proposta aos sócios que de forma unânime, foi aceite.
 
- O Sporting arranjou soluções para a maioria dos "desnecessários" no plantel, faltando apenas resolver as questões de: Jeffren, Evaldo e Labyad
 
- Foram encontrados mecanismos de negociação para deixar sair jogadores contrariados, sem que o clube tenha ficado prejudicado.
 
- Foram accionadas clausulas que impedem os nossos jogadores, nos próximos anos, de jogarem num dos nossos rivais.
 
- O Sporting encaixou 20 milhões de euros na venda de jogadores.
 
- O orçamento do plantel baixou para menos de metade, face ao ano anterior
 
- Até ao momento, já existiram 17 renovações de contratos com os jovens da formação e Eric Dier ao que parecer, esta na calha.
 
- 1/3 Do plantel do Sporting é oriundo da formação, isto só poderá ser do agrado dos Sportinguistas que tão afincadamente defendem um projecto semelhante ao do Borussia de Dortumund.
 
- Conseguimos manter no plantel, um dos melhores guarda-redes da Europa, bem como Diego Capel.
 
- Recuperámos percentagens nos passes de alguns jogadores e em alguns casos, recuperou-se a totalidade do passe.
 
- Contamos com um excelente treinador. Um homem de poucas palavras, é certo mas com ideias fixas. Um treinador com carácter, personalidade forte e Sportinguista, que até ao momento se tem revelado o treinador certo para o projecto certo.
 
- As contratações foram de baixo custo, controlando de certa forma o risco de uma contratação falhada, como parece ser o caso de Welder.
 
- Finalmente o Sporting contratou um ponta de lança de classe mundial. Era um defensor de Ricky, mas depois de ver Montero jogar com a camisola verde e branca, o holandês não me deixa saudades. 
 
- Cortou relações com o clube do norte. E é desta forma que temos continuar. Sem alianças, nem amizades e sempre com um caminho bem definido e estratégias bem delíneadas.
 
- Temos uma equipa a jogar bem, que nos orgulha e com perspectivas de ainda evoluir bastante. 
 
- O regresso de uma das melhores curvas da Europa. A curva sul, está de volta e isso tem galvanizado os jogadores e os próprios sócios e adeptos.
 
Certamente que me estão a escapar mais alguns exemplos, mas ainda assim os que em cima escrevi, são reveladores de um trabalho que só pode ser avaliado com nota positiva. 
 
Não será fácil colocar o Sporting no lugar que é seu por direito. Vamos perder algumas batalhas e vencer outras, umas serão mais dolorosas, outras mais saborosas. É assim a lei do futebol. Bruno de Carvalho não é imune ao erro, falhará certamente, contudo, só o facto de ter a certeza que tudo fará para servir os interesses do Sporting, é por si só, um motivo para me sentir seguro e confiante de que o Sporting, o campeão do desporto português e a referência no futebol nacional e internacional, está mesmo aqui, a frente dos nossos olhos, pronto para voltar a rugir e fazer jus às palavras de José de Alvalade.
 
Que o bom trabalho continue!