vamos-a-outra

Queres ter respeito, dá-te ao respeito

por 5 de Junho de 2013Os textos do Damas0 Comentários

«Face aos graves acontecimentos ocorridos, que se traduziram num total desrespeito pela Instituição Sporting Clube de Portugal e após ter decorrido o tempo suficiente para que os dirigentes do Futebol Clube do Porto se demarcassem e retratassem da inqualificável conduta do seu representante, vem a Direcção do Sporting Clube de Portugal comunicar que suspende todas as relações institucionais com o Futebol Clube do Porto até que fique claro o seu efectivo respeito pela nossa Instituição, e sua efectiva vontade de estabelecer relações normais e de respeito pela Instituição Sporting Clube de Portugal

Em tempos antigos, o vassalo ajoelhava-se e jurava fidelidade ao suserano. Os resultados deste acto tinham contrapartidas. O que se ajoelhava tinha direito a serviço militar e alguma percentagem da colheita. Porém, nos tempos modernos, sempre foi o suserano, sem qualquer tipo de trabalho na colheita do produto, o verdadeiro beneficiado nesta espécie de cerimónia de vassalagem entre Sporting e Porto. Para o bem de todos nós, o dia de hoje foi o ponto final nesta relação institucional.

Diz o provérbio, se queres ter respeito, dá-te ao respeito. E é mesmo por isto que o Sporting se tem pautado. O Sporting tem o dever de respeitar todos aqueles que nos respeitam, mas é igualmente certo que tem toda a legitimidade para quebrar relações com aqueles que não seguem o mesmo protocolo. 


Há muito que o F.c.Porto utiliza esta máscara de “amigo”. O “Don Corleone” do futebol português nunca dá ponta sem nó. Nestes 31 anos de Pinto da Costa, a inteligência, a fruta, a corrupção e muitas prostitutas, serviram para que conseguisse atingir a hegemonia do futebol nacional, contudo, os “bananas” estão cada vez mais fortes e imunes à podridão portista. 

O Sporting saiu lesado de cada uma das vezes em que se aproximou deste falso amigo. Foi sistematicamente prejudicado de todas as vezes em que se envolveu em negócios com este clube. Entre a massa adepta leonina, sempre foi unânime discordar desta aliança. Nós, o Sporting, temos de seguir o nosso rumo, sem parcerias, sem alianças, sem sociedades, sem amizades, com nenhum dos nossos rivais.


Depois da falta de respeito evidenciada pelo elemento do Porto, o Sporting, através do seu Presidente, pronunciou-se, e bem, cortando com efeito imediato qualquer tipo de relação.


Isto é o romper com o legado de presidentes que sempre se subjugaram ao chefe da Mafia. Este comunicado é a prova cabal de que Bruno de Carvalho está a mudar o estigma do clube. O Sporting está finalmente a solidificar a união e a mostrar que, em Portugal, a melhor maneira de nos defendermos é atacar.

Sporting sempre