Benedito

E os titulos nacionais vieram do ecletismo!

por 23 de Junho de 2013Os textos do Damas0 Comentários

Em vésperas de uma semana decisiva na vida do Sporting Clube de Portugal, o futsal leonino conquistou o 11º titulo de Campeão Nacional demonstrando, uma vez mais, a sua superioridade sobre todos os adversários. Uma vitória no âmbito do trabalho desenvolvido nos últimos anos pela secção de Futsal.
Miguel Albuquerque, teve o condão de aproveitar um trabalho já iniciado por Miguel Vaz, e construiu para esta época uma equipa leonina.  Uma derrota, e um empate em  39 jogos são números dignos de registo. A aposta no jovem Nuno Dias revelou-se certeira. Foi dada uma oportunidade a um jovem, e este, não se poupou a esforços para dar mais um titulo de Campeão Nacional ao clube do seu coração.


O plantel é rico e forte mas o coração da equipa reside no seu capitão e guarda-redes, João "coração-de-leão" Benedito. A forma como defende o nosso clube dentro e fora da quadra eleva-o a um patamar muito próximo do Olimpo Leonino.

Uma equipa que joga praticamente sem pivot e contra um adversário que "tem um dos melhores pivots do Mundo" consegue vencer e convencer em pavilhão alheio. Uma época brilhante para a secção do Futsal do Sporting Clube de Portugal, na qual o clube sagrou-se Campeão Nacional em todos os escalões. Mais uma vez, BRILHANTISMO, puro e duro!

Aliado a esta vitória fantástica do Futsal Leonino, tivemos hoje mais um atleta leonino a brilhar. Refiro-me ao nosso remador olimpico Pedro Fraga que venceu hoje a Taça do Mundo em skiff. Este nosso remador é o actual vice-campeão Europeu.

No próximo Domingo, iremos votar e discutir medidas muito importantes para o futuro e sobrevivência do Sporting Clube de Portugal. Até que ponto será justo penalizar as modalidades leoninas que foram as únicas que honraram o nome do nosso clube? Este ano, fora os Iniciados, não obtivemos titulos nacionais em Futebol.

No Atletismo, os nossos parabéns às leoas que se sagraram Campeãs Nacionais!

Bem sabemos que não são apenas os orçamentos a ganhar titulos, caso contrário não teriamos hipoteses em Tavira, na final da Taça de Portugal, ou no play-off contra o rival de sempre. De qualquer forma, que não se corte a cego nem "a eito", porque o Sporting sempre viveu do ecletismo.