nobre

Dr. Nobre Guedes, gostaria de lhe perguntar…

por 26 de Maio de 2013Os textos do Damas0 Comentários

Como é que sente ao ter sido um dos principais responsáveis da alienação do património não desportivo do Sporting Clube de Portugal?

Porque é que, no cargo de responsável financeiro, concretizou duas reestruturações financeiras que iam “salvar o clube da falência”?

Se o Sporting necessita de “ter mais lucros”, porque é que não o conseguiu fazer em tantos anos de direção?

Se o Sporting não tem salvação, porque não “bateu com a porta” no mandato anterior e o veio dizer em praça pública?

Porque é que não teve vergonha de ser responsável financeiro de um clube que está em dificuldades e auferir o ordenado que estava explicitado nos diversos relatórios e contas?

Quantas vezes foi a Alvalade depois de ter renunciado?

Explique a todos os sportinguistas isto: “Não sou um especialista de futebol, mas financeiramente duvido que alguém faça melhor.”

Fique com o Prémio Stromp, mas entregue o cartão de sócio. O Sporting Clube de Portugal não precisa de si.



Nota final: A resposta de Bruno de Carvalho surpreendeu muitos sportinguistas e não só. Mas o maior surpreendido será Pinto da Costa. Os 17 anos de servilismo leonino face ao FC Porto acabaram com a eleição deste Conselho Diretivo. O nosso caminho é e será independente de todos os nossos adversários. Com respeito, mas também exigindo o mesmo de todos os agentes desportivos.


Sporting não de Lisboa, mas de Portugal