Juju_modificado

Claro que é para continuar!

por 10 de Maio de 2013Os textos do Damas0 Comentários

Se Jesualdo Ferreira deve continuar no Sporting? É óbvio que sim.

Muito se tem discutido sobre se Jesualdo é a opção certa. Se Jesualdo é compatível com Inácio, se Jesualdo se encaixa no novo projecto para o futebol ou se Jesualdo aceita continuar a treinar a equipa de Alvalade. No que à minha opinião diz respeito, essa, é muito pragmática. Neste momento, e num futuro próximo, Jesualdo Ferreira é o homem certo no lugar certo.


Torna-se cada vez mais fácil perceber as vantagens de poder contar com um treinador competente ou, se preferirem, torna-se cada vez mais simples reconhecer o mérito do professor nas melhorias significativas da equipa. Apesar de não ser um futebol deslumbrante e acutilante, o Sporting mudou como da noite para o dia. Os jogadores estão diferentes, estão mais capazes, mais soltos e mais unidos. Do ponto de vista individual: apareceu um novo Cedric; Ilori e Dier foram lançados na equipa de forma imperial; André Martins voltou a jogar futebol; Rinaudo aprendeu que no campo cada um tem a sua função; Capel, a espaços, vai largando a bola mais cedo; Van Wolfswinkel rendeu mais golos; e Bruma, com 18 anos, aparece com uma mentalidade muito forte, a assumir as iniciativas do ataque sem receios. E isto são factos.

É bom relembrar que o treinador leonino pegou numa equipa em cacos, sem preparação física, sem modelo de jogo, sem nada. Para lá da capacidade de ensinar futebol, Jesualdo deposita imensa confiança nos jovens e a sua capacidade de formação de jogadores é fundamental para a sustentação do modelo que a maioria dos sportinguistas defende. 

Nos 40 anos de experiência do treinador, são vários os exemplos que dão credibilidade a esta reputação. Fernando, Hulk, Falcão  há poucos dias, ao Jornal As, o pai e empresário do jogador apelidou Jesualdo Ferreira de o “Pai futebolístico de Falcao” , Lisandro, Anderson, Pepe, Cissokho, Bruno Alves, Lucho González, Raul Meireles, entre outros. Nestes poucos meses em que serviu o Sporting, Jesualdo Ferreira foi posto à prova, e passou com distinção. É verdade que foi obrigado a trabalhar com os jovens, mas também é verdade que superou as expectativas. O professor mostra conhecimento e actua a pensar num futuro. Basta ler as suas palavras sobre Eric Dier, Rinaudo e Viola, que mostram perfeitamente que Jesualdo prepara os jogadores para se desenvolverem e evoluírem. 


Sim, também tenho a consciência de que nem tudo é perfeito no treinador leonino. Arrisca pouco, é um treinador defensivo e conservador. Tem tendência a perder jogos importantes e é muito limitado no banco. Tenho a consciência de que é provável que nos faça arrancar uns cabelos ou dizer uns palavrões, mas ainda assim não tenho dúvidas de que, com Jesualdo, o Sporting não andará a fazer figuras tristes, contra os Rio-Aves, Gil Vicentes e Moreirenses deste campeonato.

Neste momento, Jesualdo é substituível? Pois claro que é. Se Mourinho, Klopp ou Alex Ferguson estiverem em cima da mesa de negociações, a conversa muda de figurino. Agora, voltando à realidade, é preferível meio Jesualdo do que: Carlos Carvalhal, Paulo Sérgio, Sá Pinto  custa-me, mas é verdade , Vercauteren, José
 Couceiro, Oceano e mais uma lista infindável de nomes que foram associados ao Sporting durante os últimos anos. 


Com Jesualdo nunca atacaremos o título. Mas, com Jesualdo a equipa pode evoluir. Os jogadores estão a aprender, estão a aperfeiçoar as suas posições em campo, e o que devem fazer e não fazer nos diferentes momentos do jogo. E isto é aprendizagem, evolução. Os nossos jogadores, até pela sua juventude, precisam de alguns cabelos brancos para os orientar. 

O treinador leonino teve o mérito de conseguir unir o balneário e criar um espírito de camaradagem. Os jogadores estão com Jesualdo e respeitam-no. Só nos resta saber se Jesualdo está com o Sporting. Neste período de grandes dificuldades económicas e financeiras, e neste tempo em que todos traçam a formação como o modelo ideal para o Sporting, Jesualdo é a aposta correcta. 

Sporting Sempre.