jEFRE

Aprovado

por 30 de Maio de 2013Os textos do Damas0 Comentários

O Sporting apresentou ontem, o primeiro reforço para a nova época. Jefferson, o lateral esquerdo de 24 anos, foi uma das agradáveis surpresas do campeonato. Proveniente do Estoril, o jogador brasileiro, é uma contratação que agrada à maioria dos adeptos. 

Fazendo um pequeno exercício de memória, tem sido difícil em Alvalade, suprir a falta de qualidade dos defesas esquerdos das equipas leoninas. Situação essa, que tinha ficado praticamente resolvida com a chegada de Emiliano Ínsua. Muitos foram os nomes que ao longo dos anos foram ocupando a vaga deixanda por Rui Jorge: Tello, André Marques, Marian Had, Paito, Ronny e Evaldo, foram alguns dos nomes. Todos eles, sem capacidades futebolistas capazes de ombrear com as que são exigidas para um jogador do Sporting Clube de Portugal. 

A dupla Duque/Freitas, tinha conseguido finalmente acertar na contratação de um grande defesa esquerdo. Contudo e infelizmente, Godinho Flopes, bem ao seu estilo, protagonizou mais um burlesco negócio que rendeu uns míseros tostões aos cofres de Alvalade. É lamentável ver um jogador que teve um desempenho altíssimo a nível desportivo, que criou uma empatia perfeita com massa associativa, que representou o Sporting com uma paixão intensa, abandonar o clube sem que nenhuma das partes tenha lucrado com isso.

Depois, seguiu-se Joãozinho, emprestado(!) pelo Beira-Mar. Esforçado e dedicado, são os únicos adjectivos abonatórios que posso atribuir a este jogador. Porém, visto que estamos a falar de um grande clube, este tipo de jogadores não se enquadram no perfil das grandes equipas e felizmente para todos os Sportinguistas, é oficial que o jogador não vai permanecer em Alvalade. Após esta saída, era mais que obrigatório a direcção intervir. O Sporting recorreu ao mercado nacional e de uma forma económica - 400 mil euros -, contratou o segundo melhor lateral esquerdo da primeira liga.


Sem duvida de que se trata de uma boa contratação. O "Roberto Carlos da Amoreira", na teoria e analisando-o estritamente pelo desempenho na anterior equipa, tem tudo aquilo que se pretende num lateral: Preenche bem o flanco, cruza bem, é rápido, tem garra, tem facilidade de remate, dá profundidade ofensiva no seu corredor e é forte nas bolas paradas. Traz também a vantagem de conhecer o futebol português, de ter ainda 24 anos e de se querer afirmar na primeira equipa do Sporting. 

«O meu objectivo é lutar pelas vitórias em todos os jogos (...) Os jogadores do Sporting têm que ter consciência da grandeza do Sporting e vamos tentar reconstruir a história do clube. (...) Espero fazer o meu trabalho muito bem feito, da mesma forma como acabei esta época. Vão ver o Jefferson guerreiro de sempre no Sporting»


Nas suas primeiras palavras como leão, Jeffreson deu a entender que se trata de um jogador humilde, lutador, de origens simples e para quem o trabalho é o caminho para o sucesso. Ao contrário do seu antecessor, o novo lateral esquerdo pode desde já contar com a aprovação dos Sportinguistas. 

Parafraseando Bruno de Carvalho: "Esperamos que ele tenha todo o sucesso e que seja o que nós esperamos para o Sporting."

Sporting sempre.