foto-sporting-C3-A9-merde

Ensaio sobre a cegueira de João Capela.

por 23 de Abril de 2013À saída do estádio0 Comentários

Nota: Texto Wikipédia

Este foi um capítulo francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. Foi um assalto brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas desta época. São 90 minutos de relatos de constante aflição. Através da escrita, tentarei salientar o súbito ataque de cegueira ocorrido no inferno. O Diabo esteve presente e foi mascarado de árbitro.


A cegueira começa num único homem, durante a sua rotina habitual. Quando decide meter o apito à boca, este homem tem um ataque de cegueira, e é aí que as pessoas - 60000 e mais alguns - que correm em seu socorro/auxílio provocam uma verdadeira e sucessiva cadeia de cegueira.

Uma cegueira vermelha, maldosa, prepotente e sobejamente conhecida, que se alastra rapidamente em forma de epidemia. O clube do Diabo decide agir, e as pessoas infectadas são colocadas num inferno com recursos limitados, que, aos poucos e de várias formas, acaba por desvendar as características primitivas do ser humano. A força da epidemia não diminui com as atitudes tomadas pelo diabo mascarado, alastra-se pelos seus fiéis seguidores - até Jesus foi afectado -, atinge os que são pagos para espalharem a verdade e, depois de tudo isto, depressa o mundo se tornou cego. Apenas se salvou um grupo maravilhoso, misterioso e guerreiro que manteve a sua visão. Enfrentando todos os horrores que foram causados, presenciando visualmente alguns sentimentos que se desenrolam pelo inferno, tais como a injúria, ganância, desejo, corrupção, desonestidade, má-fé.

Nestes 90 minutos de história, esta luta tinha tudo para ser desigual. O benfica é a equipa mais forte do campeonato, mas o Sporting foi a equipa mais forte em campo. Apenas não ganhámos, ou no mínimo, não pontuámos, porque um senhor decidiu não exercer a função que lhe era destinada. Apitar. O Sporting foi prejudicado, de várias formas. É verdade que todos os dérbis têm casos. Também não sou de me pautar por críticas a arbitragens que desculpem as derrotas do meu clube. Agora, aquilo que aconteceu foi um assalto em plena luz do dia. O benfica fez uma "obra de arte", mas na primeira meia hora do jogo, os nossos jogadores deram um recital de bola. O assalto, foi de tal maneira limpinho que houve tempo para o diabo levar tudo. Três penalties - Ricky, Capel, Viola -, dois cartões vermelhos - Matic, Maxi -, levou também os cantos e nem os pontapés de baliza deixou. O Sporting foi assaltado, enxovalhado, discriminado, prejudicado e roubado em 90 minutos que perdurarão por largos tempos nas nossas mentes. 


Ao conseguir finalmente sair do Inferno, onde ocorrera o assalto, o grupo maravilhoso depara-se com a ausência da justiça e da verdade. “A cidade estava toda infectada”, diz José Saramago. O lixo, os detritos e todo o tipo de sujidade e imundice instalaram-se pelo país. Os cegos passaram a seguir os seus instintos animais, sobrevivendo como nómadas, celebrando como primitivos e vivendo escondidos na sombra do diabo.


João Capela mostrou, através da sua obra intensiva e sofrida, as reacções do ser humano às necessidades, à incapacidade, à impotência e ao desprezo. O que nos leva também a reflectir sobre a moral, costumes, ética e preconceito através dos olhos da personagem principal. João Capela, ao longo da narrativa, é protagonista de situações inadmissíveis. Prejudica-se para se preservar e aos demais, comete atrocidades de maneiras bizarras - como erros espalhados por todo o inferno - e, após a saída do manicómio, na sua primeira intervenção, o diabo, ainda contagiado pela epidemia, diz: “se os céus não vêem, que ninguém veja. Eu estou de consciência tranquila.".

A obra acaba quando subitamente, e exactamente pela ordem de contágio, o mundo cego dá lugar ao mundo imundo e bárbaro. No entanto, as memórias e rastros não se desvanecem e o grupo maravilhoso segue orgulhosamente por um caminho sincero, limpo e bem distante desta epidemia. Bem longe desta cegueira vermelha...