post-now

O Respeito e falta dele.

por 12 de Janeiro de 2013Hoje é dia de Sporting0 Comentários

Comecemos pela falta dele. Respeito é coisa que, neste momento, ninguém tem pelo Sporting.
É verdade que esta falta de respeito entranhada em Portugal, quando o assunto se trata de Sporting, parte principalmente por culpa própria. As constantes guerrilhas internas, os erros anedóticos do presidente, o futebol praticado, os negócios protagonizados por esta direcção e a posição em que nos encontramos na tabela classificativa em nada são benéficos e em nada ajudam a inverter esta situação.

Mas, paralelamente a isto, existe a comunicação social a ridicularizar o Sporting, existem os intelectuais de programas desportivos numa constante tentativa de denegrir a imagem de um clube enorme, existem os jogos de bastidores para fazer circular noticias caluniosas,  e isso é reflectido e trespassado para dentro das quatro linhas. Aproveitando o facto de, neste momento, o Sporting ser um clube vulnerável em todos os aspectos, o clube torna-se o prato favorito do jornalismo e da comunicação social nacional.

Mas não só. Neste momento, nem os treinadores dos clubes de "meia tabela" respeitam o Sporting Clube de Portugal. O treinador do Rio-Ave diz que foi apenas mais um triunfo, o treinador do Moreirense diz que é o momento ideal para ganhar ao Sporting, o treinador do Paços de Ferreira, contente com o triunfo, tem o descaramento de dizer que o Sporting foi capaz de criar algumas oportunidades, mas sem assustar muito, e agora aparece um chico-esperto a dizer: «Quem é favorito? O Olhanense. Porquê? Porque é. Por que razão hão de ser os outros, por que razão não havemos de ser nós? Estamos à frente na classificação, jogamos em casa.».

O respeito pelo nome Sporting perdeu-se, todas as equipas jogam com o objectivo mínimo de pontuar e, na maioria dos casos, de somar os 3 pontos. O Sporting não mostra a imponência de um clube grande e isso faz com que todos queiram usar e abusar de um leão ferido no orgulho.


Mas, já alguém dizia que "se queres ter respeito, dá-te ao respeito". Respeito é a palavra de ordem neste texto e é a palavra que nós, adeptos leoninos, nutrimos pelo discurso de Miguel Lopes. Boa sorte e felicidades são os nossos votos. Respeito é o sentimento partilhado por nós - Redes do damas - em relação ao Professor Jesualdo. A atitude ponderada e calculista não é obra do acaso. O seu discurso lúcido e de aproximação pessoal aos jornalistas só é possível pelo respeito e reconhecimento dos mesmos em relação ao trabalho de um homem com grandes qualidades. Jesualdo não dá aso a perguntas com rasteira, não entra em rodriguinhos e é frontal nas suas análises. Acredito que, a curto prazo, o professor consiga melhorias significativas no futebol da equipa, no rendimento desportivo e anímico dos jogadores.



O Sporting tem que entrar em Olhão e mostrar quem manda. Tem de demonstrar a sua força e conquistar o respeito a que tem direito. Espera-se que a vitória de quarta-feira seja o clique necessário para o resto de uma época, no mínimo, estável. Espera-se que, no embalo de quarta-feira, os jogadores do Sporting nos devolvam o orgulho e o respeito de quem usa a camisola verde e branca com o leão ao peito nos 365 dias do Ano.