O Professor Pardal

por 29 de Agosto de 2012Os textos do Damas0 Comentários

Criticar alguém pode ser um acto cruel e injusto, quando o motivo apenas passa pelo puro e simples desejo de atacar alguém sem maiores ou legítimas razões.
Pois bem, este professor do Norte devia ter estudado mais a matéria. Não basta parecer, é preciso ser. E deixo a pergunta: mas quem é o Braga?

A razão da minha pergunta prende-se com o facto de eu seguir futebol há alguns anos, os suficientes para não ter visto o clube deste indivíduo fazer mais do que chegar a um segundo lugar e, ok, a uma final da Liga Europa – mas perdeu-a. Se isto funcionasse por vitórias morais, certamente que o Sporting estaria noutra posição, não só hoje, como de há uns anos a esta parte.

Visto isto, fico indignado quando vejo adeptos do meu clube apoiar o clube deste Professor Pardal,  que realmente de Sporting tem muito. Agora o Custódio é o melhor trinco em Portugal, o Hugo Viana parece o melhor médio que alguma vez passou por Alvalade e, como se isto não bastasse, ainda tenho de levar com os adeptos do meu clube a dizerem que o Peseiro é que mete as equipas a jogar à bola!

Não podemos fechar os olhos ao mau momento. Podemos e devemos criticar, mas, fundamentalmente, eu sou da teoria que os problemas de casa resolvem-se em casa. Não adianta criticar, e muito menos apoiar quem nos trata desta maneira. Por vezes, os adeptos do Sporting, têm a memória curta. Ainda alguém se lembra da tarja dos adeptos do Braga no ano passado? Eu lembro-me bem.